Eu não aprendi a jogar a bagunça pra debaixo do tapete e fingir que não tô nem aí.

8059774a0ce48fe0ca46adc348ceda7b

Se tem uma coisa que eu sei bem, essa coisa é sentir. Eu sinto. Sinto muito.

Toda hora. Tudo que acontece dentro de mim ou em torno de mim faz meu coração se apertar todinho e eu nunca sei como sentir. Cada um sente de um jeito, alguns precisam conversar sobre a dor, já outros sofrem em silêncio e precisam se entender consigo mesmo. E isso não tem nada a ver com a intensidade do sentir.

Mas eu estou deixando as coisas acontecerem sabe?

Eu cansei de ficar correndo atrás de coisas (e pessoas) que eu sei que nunca vão acontecer e que eu vou com certeza me magoar mais tarde. Eu não quero mais fazer de tudo por alguém para terminar com nada no final. Porque eu sempre sou a errada da história, a que sempre corre atrás, a que sempre é deixada.

A partir de agora, eu não faço mais esforços para impedir as pessoas.

Quer ir? A porta está aberta.

Não dá para se curar voltando para o que te deixou em pedaços.

 

Cami ❤

 


Um comentário sobre “Eu não aprendi a jogar a bagunça pra debaixo do tapete e fingir que não tô nem aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s